A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

Ida Lupino


Ida Lupino nasceu em Londres, no dia 4 de fevereiro de 1918, filha da atriz Connie O'Shea e do músico Stanley Lupino. Foi atriz, produtora, roteirista e diretora inglesa radicada nos Estados Unidos e tornou-se famosa em Hollywood ao estrelar filmes como "Dentro da Noite" (They Drive by Night, 1940) e "O Último Refúgio" (High Sierra, 1941), ambos com Humphrey Bogart. A revista Cinelândia, edição de fevereiro de 1937, descreve-a como "uma das mulheres mais belas do cinema, poucas vezes a natureza reuniu generosamente num corpo feminino todas as perfeições e encantos como fez com a heroína de "Uma Tarde Chuvosa" (One Rainy Afternoon, 1936), a garota de grandes olhos violetas e lábios de cereja..."

Lupino vem de uma família de artistas e começou sua careira cedo. Aos 17 sua mãe (também atriz) a levou para um teste de um filme que ia fazer e ela acabou pegando o papel que a mãe estava tentando conseguir. Mudou-se pra Hollywood e assinou com a Warner Bross, onde trabalhou em filmes que aos poucos foram dando a ela notoriedade ao interpretar mulheres de personalidades fortes, principalmente em filmes noirs.

Lupino estrelou em 1939 "The Love Race" e em 1939, "The Light That Failed". Tornou-se diretora e co-escritora durante o filme "Not Wanted", em 1949, depois vieram outros trabalhos onde atuou como atriz, diretora ou escritora. Ida Lupino e Howard Duff foram casados e trabalharam juntos num seriado chamado "Mr. Adams and Eve", de 1957 a 1958. Na década de 60 interpretaram os vilões Doutora Cassandra e seu maquiavélico ajudante Cabala na série de televisão "Batman". Divorciaram-se em 1968. Howard Duff morreu em 1990.

Durante seu tempo na Warner, Lupino foi uma das que arranjou muita briga na busca por papéis melhores o que acabava rendendo a ela meses de suspensão sem pagamento. Numa dessas ela começou a passar os dias nos sets de outros filmes e começou a se interessar por direção ao ficar observando os diretores trabalharem. Em 1947 ela termina o contrato com a Warner e abre uma produtora independente, The Filmakers, com o marido. A produtora começa fazendo filmes de baixo orçamento, mas logo depois formam uma parceria com a R.K.O. Em 1949 o diretor de um dos filmes que estava sendo rodado naquele momento, sofre um infarto e fica impossibilitado de continuar o trabalho. Ida então assume a produção e inicia sua respeitada e longa carreira de diretora e roteirista, se tornando a única de sua época.

Alem de atuar Ida também dirigia e escrevia. Se hoje em dia não costumamos ver muitas mulheres que podem dizer que atuam e dirigem (apenas Helen Hunt, Jodie Foster e Liv Ullman), imaginem naquela época. Pra se ter uma idéia do quanto sexista Hollywood era (e é), até hoje apenas quatro mulheres foram indicadas ao Oscar de Melhor Direção: Lina Wertmuller, Sofia Copola, Jane Campion e Kathryn Bigelow (Oscar 2010) sendo que nenhuma ganhou até agora. Lupino é sem dúvida uma das pioneiras entre as cineastas de Hollywood.

Com sua irmã Rita, Ida Lupino aprendeu a atuar em Londres, seguindo para Hollywood ainda adolescente, onde fez um teste na Paramount para o papel principal em "Alice no País das Maravilhas". Sua fase de maior sucesso aconteceu entre as décadas de 30 e 40, quando trabalhou ao lado dos maiores talentos da época, como Gary Cooper, Cornel Wilde, Olivia de Havilland, Errol Flynn e Glenn Ford. Além de cerca de 50 participações no cinema, também dirigiu "O Mundo Odeia-me" (The Hitch-Hiker, 1952) e "O Bígamo" (The Bigamist, 1953), além de episódios das séries de TV "Os Intocáveis" e "O Fugitivo". Estrelou e dirigiu episódios de séries de televisão, como "A Feiticeira", "Batman" e "Bonanza". Estrelou no episódio "The Sixteen Millimeter Shrine" da série "Além da Imaginação" (The Twilight Zone, 1959). Faleceu aos 77 anos, em 3 de agosto de 1995.

Veja outra foto de Ida Lupino


Filmografia
1935: Amor Sem Fim (Peter Ibbetson)
1936: Uma Tarde Chuvosa (One Rainy Afternoon)
1936: Viva o Cassino! (Yours for the Asking)
1936: Fuzarca a Bordo (Anything Goes)
1936: O Mundo é Meu! (The Gay Desperado)
1937: Artistas e Modelos (Artists & Models)
1937: Heróis do Mar (Sea Devils)
1937: Agora, Convém Casar (Let's Get Married)
1939: Álibi Nupcial (The Lone Wolf Spy Hunt)
1939: A Luz que se Apaga (The Light That Failed)
1939: As Aventuras de Sherlock Holmes (The Adventures of Sherlock Holmes).....Mais informações
1940: Dentro da Noite (They Drive by Night).....Mais informações
1941: O Último Refugio (High Sierra).....Mais informações
1941: O Lobo do Mar (The Sea Wolf)
1943: Graças à Minha Boa Estrela (Thank Your Lucky Stars)
1943: Quero Ser Feliz (The Hard Way)
1944: Um Sonho em Hollywood (Hollywood Canteen)
1946: Devoção (Devotion) Olivia De Havilland, Ida Lupino, Paul Henreid
1946: Meu Único Amor (The Man I Love)
1947: Quero-te Junto a Mim (Escape Me Never)
1948: A Taberna do Caminho (Road House)
1949: Entre o Amor e a Morte (Woman in Hiding)
1951: Cinzas que Queimam (On Dangerous Ground)
1952: O Mundo Odeia-me (The Hitch-Hiker).....Mais informações
1952: Escravo de Si Mesmo (Beware, My Lovely)
1953: O Bígamo (The Bigamist).....Mais informações
1955: A Grande Chantagem (The Big Knife).....Mais informações
1955: Artistas e Modelos (Artists and Models)
1956: No Silêncio de uma Cidade (While the City Sleeps).....Mais informações
1972: Dez Segundos de Perigo (Júnior Bonner)
1973: As Cartas (The Letters)
1973: Adoro o Mistério (I Love a Mystery)
1976: A Fúria das Feras Atômicas (The Food of the Gods).....Mais informações


BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
• fechar janela •
Ida Lupino em "A Taberna do Caminho" (1948)