A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

Jackson do Pandeiro


Cantor e compositor paraibano de Alagoa Grande e com enorme sucesso na década de 50, tendo como nome de batismo, José Gomes Filho. Com seu "Forró no Limoeiro", gravado no Nordeste, surpreendeu o público carioca trazendo um ritmo diferente, alegre, marcante e que o tornou um dos campeões de vendagem de discos na época.

Aparecia em shows de rádio, televisão e espetáculos de circo formando dupla com a esposa, Almira Castilho, de 1950 a 1967. Apresentou-se também com Rosil Cavalcanti, autor de alguns de seus êxitos. Em seu repertório, Jackson misturava forró, baião, choro, coco, pastoril, batuque, frevo e xote.

Jackson do Pandeiro, o mais importante ritmista brasileiro em todos os tempos, tem despertado mais comentários e idolatria que audição e estudos, desde seu último disco, "Isso É Que É Forró", lançado em 1981. Considerado o rei do ritmo, o gênio de Alagoa Grande, na Paraíba, um dos pilares da música popular brasileira da década de 1950 para cá, ainda tem sua rica e vasta obra restrita às lembranças nostálgicas de quem vivenciou seu período áureo.

Entre suas gravações, destacam-se: "Chiclete com Banana", regravado por Gilberto Gil; "O Canto da Ema", outra regravação pelo mesmo cantor; "Comadre Sebastiana", seu primeiro disco gravado na década de 50 e relançamento de Gal Costa. Seguiram-se "Vou Gargalhar" (1955), "Boi da Cara Preta" (1956), "O Velho Gagá" (1961) e "Vou Ter um Troço" (1962). Participou também de um filme brasileiro, "Cala a Boca Etelvina", estrelado por Dercy Gonçalves em 1959. Jackson do Pandeiro faleceu aos 62 anos, em 10 de julho de 1982.

BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
• fechar janela •