A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


James Coco, o versátil ator premiado com o Emmy. Coco ganhou o Emmy em 1983 para Melhor ator coadjuvante em série dramática por sua aparição em um episódio na NBC-TV "St. Elsewhere". Coco, o filho de um sapateiro, levou uma vida sem glamour antes de alcançar o grande momento, trabalhando como vendedor de brinquedos, funcionário noturno, garçom e lavador de pratos. Se tornou um astro em 1969 com "Last of the Red Hot Lovers". No ano anterior, ele ficara conhecido como Willie, o encanador gordinho em comerciais do produto Drano.

"Quando eu tinha cerca de 8 anos de idade, minha mãe começou a me levar ao cinema e eu fiquei viciado em Hollywood e o glamour das estrelas", ele disse a um jornalista na época. "Eu implorei para ver tudo. Os filmes de Andy Hardy. Todos de Judy Garland. Priscilla Lane, Bette Davis e Paul Muni eram os meus ídolos. Em certo sentido, eu fui formado pelos filmes. Eu tenho a maioria das minhas ideias e fantasias a partir deles e eu acho que deve ter começado a imaginar que poderia gostar de ser um ator quando sentava na escuridão de algum cinema."

James Coco nasceu em 21 de março de 1930, no Bronx, cidade de Nova York. Começou a atuar ainda criança. Com excesso de peso e prematuramente careca, viu-se relegado a papéis estereotipados. Fez sua estreia na Broadway em "Hotel Paradiso", em 1957, mas seu primeiro reconhecimento público foi em "The Moon in Yellow River", uma montagem off-Broadway, pelo qual ganhou o Obie Award. Nos anos seguintes, trabalhou regularmente em comerciais e nos palcos com talentos emergentes, como Robert Drivas, Gene Hackman, Doris Roberts e Brenda Vaccaro e estrelas famosas como Eileen Heckart, Jason Robards, Christopher Plummer, e Roddy McDowall.

Sua primeira colaboração com o dramaturgo Terrence McNally foi em uma montagem off-Broadway intitulada "Sweet Eros/Witness" (1968), seguida por "Here's Where I Belong", uma desastrosa adaptação de musical da Broadway "East of Eden", que encerrou na noite de abertura . Eles tiveram mais sucesso com seu projeto seguinte, "Next", que permaneceu por mais de 700 apresentações e Coco venceu o Drama Desk Award for Outstanding Performance. Dezesseis anos depois, os dois iriam se reunir para a produção de "It's Only a Play".

Coco também fez sucesso com Neil Simon, que escreveu "The Last of the Red Hot Lovers" (1969) especificamente para ele. Coco ganhou um Tony Award como melhor ator teatral. Os dois uniram forças mais tarde um relançamento do musical "Little Me" e os filmes "Assassinato por Morte", "O Detetive Desastrado", e "O Doce Sabor de um Sorriso", para o qual foi indicado ao Oscar. Coco morreu de ataque cardíaco em Nova York, em 25 de fevereiro de 1987, com a idade de 56 anos.


Filmografia
1961: O Poder e a Glória (The Power and the Glory) - TV
1964: O Barco do Desespero (Ensign Pulver)
1969: Um Casal Prá Frente (Generation)
1970: Dize-me que me Ama, Junie Moon (Tell Me That You Love Me, Junie Moon).....Mais informações
1971: Amigos são para essas Coisas (Such Good Friends)
1971: O Caçador de Dotes (A New Leaf)
1971: Amigo é pra Essas Coisas (Such Good Friends)
1972: O Homem de La Mancha (Man of La Mancha).....Mais informações
1975: Festa Selvagem (The Wild Party)
1976: Assassinato por Morte (Murder by Death).....Mais informações
1978: Charleston - O Super Vigarista (Charleston)
1978: Ciao, Mascio (idem)
1978: O Detetive Desastrado (The Cheap Detective)
1980: A Outra Face do Profeta (Wholly Moses).....Mais informações
1980: O Diário de Anne Frank (The Diary of Ann Frank)
1981: O Doce Sabor de um Sorriso (Only When I Laugh)
1984: Os Muppets Conquistam Nova York (The Muppets Take Manhattan)
1984: Johnny, o Gângster (Johnny Dangerously)
1986: Cenas de Mulher (There Must be a Pony) - TV
1987: Hunk - Um Pacto dos Diabos (Hunk)
1988: Cadeira Elétrica (The Chair)


BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
James Coco
  Se você gostou, compartilhe esta página no Facebook
• fechar janela •