A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


James Dean, nome artístico de James Byron Dean, nasceu na cidade norte-americana de Marion (Indiana) em 8 de fevereiro de 1931. Considerado um maiores astros de Hollywood em todos os tempos, morreu num acidente de carro que interrompeu sua carreira no auge e o transformou em mito cultuado ainda hoje. Filho de um dentista, perdeu a mãe aos sete anos. Cresceu numa fazenda de Iowa e após concluir o secundário foi para Los Angeles, onde estudou no Santa Monica Junior College e na UCLA.

O tormento que acompanhou sempre seus personagens cinematográficos pode ter encontrado inspiração em sua própria vida. Dean perdeu a mãe, vítima de câncer. E seu pai abriu mão de criá-lo. Com a morte da mãe, foi morar com os tios Marcus e Ortence Winslow em Fairmount. Considerado uma criança introspectiva, Jimmy, como era chamado, cresceu na fazenda de 300 acres dos tios, ali aprendeu a dirigir trator e ordenhar vacas.

Aos 14 anos, já participava do teatro escolar e aos 17 anos ganhou sua primeira moto, uma Triumph, presente do tio Marcus. Dean viveu com os avós até os 18 anos e depois se mudou para a Califórnia, onde começou a estudar interpretação na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA). Ali foi escolhido entre mais de 300 alunos para dar vida a Malcolm em um espetáculo de "Macbeth".

Como ator, integrou o grupo teatral de James Whitmore (veterano que reapareceu em "Um Sonho de Liberdade", como o bibliotecário da penitenciária Shawshank) e fez pontas em alguns filmes. Foi em Nova York, no entanto, que sua carreira decolou: assistiu a aulas no lendário Actors Studio, começou a fazer pequenas pontas na TV e fez duas peças na Broadway. A segunda, lhe valeu um teste na Warner. Em 1953, encenou na Broadway a peça de Richard Wash "See the Jaguar". A peça foi um fracasso, mas James Dean chamou a atenção da crítica. Encenou a peça "O Imoralista" (The Immoralist, 1954), baseada na obra de André Gide, interpretando um homossexual. Com a peça ganhou o Tony Award de melhor ator do ano.

Pouco tempo depois, já era um ídolo em todo o país. Quando dirigia seu Porsche rumo a Salinas, onde participaria de uma corrida, sofreu um acidente fatal que lhe tirou a vida. Inúmeros livros e filmes - como "O Espírito de James Dean" (1978), de James Bridges, e "James Dean, o Mito Sobrevive" (1982), de Robert Altman - dedicaram-se nas últimas décadas a analisar a personalidade do ator e o impacto de sua morte sobre milhões de fãs.

Às 17h45 de 30 de setembro de 1955, seu Porsche 550 Spyder prateado, que tinha o apelido de "Little Bastard" ("Pequeno Bastardo"), bateu de frente em um Ford Tudor branco conduzido por um estudante chamado Donald Turnupseed. O jovem saiu praticamente ileso do acidente. Dean viajava para uma corrida de carros em Salinas junto com o mecânico alemão Rolf Wütherich, que ficou gravemente ferido e, após se recuperar, jamais falou sobre a tragédia. Duas horas antes, o ator tinha sido multado por excesso de velocidade. Batizado de "o rebelde da América" por Ronald Reagan também ator e mais tarde presidente dos Estados Unidos, Dean morreu na hora, em decorrência de várias lesões graves, incluindo uma fratura de pescoço.

James Dean tinha 24 anos e havia feito apenas três filmes. Na época de sua morte, apenas um deles tinha entrado em cartaz nos cinemas: "Vidas Amargas" (1955), a adaptação de Elia Kazan para o romance de John Steinbeck. O título foi suficiente para que a crítica o recebesse como o maior talento jovem de Hollywood, o que seria referendado com a estreia, apenas um mês após sua morte, de "Rebelde sem Causa" (1955), o drama de Nicholas Ray. Em outubro de 1956, com Dean já transformado em mito do cinema, foi lançado "Assim Caminha a Humanidade", seu último trabalho, com a assinatura de George Stevens, que também tinha Elizabeth Taylor e Rock Hudson no elenco.

James Dean recebeu duas indicações ao Oscar de Melhor Ator, por "Vidas Amargas" (1955) e "Assim Caminha a Humanidade" (1956). Sua indicação por "Vidas Amargas" foi a 1ª indicação póstuma de um ator na história da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Sua indicação por "Assim Caminha a Humanidade" foi a 2ª. É o único ator a ter recebido mais de uma indicação póstuma ao Oscar na história da premiação. Atuou apenas como figurante em "O Marujo Vai na Onda", "Baionetas Caladas", "Sinfonia Prateada" e "Atalhos do Destino".

Durante as gravações de "Assim Caminha a Humanidade", Dean circulava com uma loura exuberante, Ursula Andress, que se tornaria a primeira Bond Girl. Ela disse que ele era "como um animal selvagem". Fora dos sets de filmagem, era conhecido por uma agitada vida social, fumava e bebia, e possuía um enorme fascínio por carros velozes e pela velocidade em si - paixão que lhe custou a vida.

Teve insinuações a seu respeito publicadas somente após sua morte, em 1955. Biografias afirmam que ele atuava nos dois lados, com preferência pelos homens. Dizem que James Dean só participou de atos homossexuais para alavancar sua carreira, mas isso é bastante discutível. Ele certamente se envolveu em vários atos homossexuais, porém, ele é mais comumente visto como sendo bissexual. Ele vivia com um homem chamado Rogers Bracket e surgiram boatos que eles tinham um caso. Ele ajudou Jimmy a participar de uma peça teatral que o levou a "East of Eden". Ele uma vez afirmou a uma revista de fãs que ele não ia viver com uma mão amarrada nas costas, quando perguntado sobre sua sexualidade. O ator faleceu aos 23 anos, em 30 de setembro de 1955.

James Dean ganhou um telefilme estadunidense de 2001, do gênero biográfico, dirigido por Mark Rydell, sobre o ator de de mesmo nome, considerado a melhor personificação da rebeldia e angústias próprias da juventude da década de 1950. O ator James Franco viveu na pele a vida desregrada de James Dean, chegando a fumar dois maços de cigarro por dia, sendo que na época ele não fumava (mas começou a fumar depois disso), além de aprender a tocar violão. O esforço foi reconhecido com um Globo de Ouro e indicações a outros prêmios como o Emmy e do Screen Actors Guild (SAG).

Veja mais fotos de James Dean: Foto 01 | Foto 02


Filmografia
1951: O Marujo Foi na Onda (Sailor Beware).....Mais informações
1951: Baionetas Caladas (Fixed Bayonets)
1952: Sinfonia Prateada (Has anybody seen my gal?)
1952: A Hora da Vingança (Deadline - U.S.A.)
1953: Atalhos do Destino (Trouble Along the Way)
1954: Vidas Amargas (East of Eden).....Mais informações
1955: Juventude Transviada (Rebel without a Cause).....Mais informações
1956: Assim Caminha a Humanidade (Giant).....Mais informações


BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
James Dean
  Se você gostou, compartilhe esta página no Facebook
• fechar janela •