A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

Jararaca


Comediante, cantor e compositor que, ao lado de Ratinho ou Sucuri, formou a famosa dupla musical por 50 anos, quando ambos gravaram mais de 800 discos, produziram vários filmes e comédias de teatro de revista. Responsáveis pela primeira fusão de gêneros na música brasileira, muito antes do baião juntar-se ao pop e o chorinho ao jazz. Em 1927, misturaram os ritmos nordestinos com a forma de dupla caipira sulista, criando um gênero que passou a ter milhares de seguidores pelo país.

Em 1931, a dupla participou do filme "Coisas Nossas"; em 1933, de "Voz do Carnaval", ao lado de Carmem Miranda. Jararaca foi o autor, em parceria com Vicente Paiva, de "Mamãe eu Quero", em 1930. Um de seus últimos trabalhos como compositor foi em parceria com Antonio Carlos Jobim, "O Boto", em 1976. Tornou-se também comediante, integrando a "Escolinha do Professor Raimundo", dentro do programa "Chico City", da Rede Globo.

Jararaca acompanhou como cangaceiro as tropas de Lampião e, em 1947, candidatou-se a vereador no Rio de Janeiro, pelo Partido Comunista, sem ter conseguido eleger-se. Violinista da dupla, Jararaca nasceu em Maceió e mudou-se para o Recife em 1917, convidado a participar do Bloco das Flores, um dos mais populares da cidade. Seu apelido surgiu quando ele quis dar o nome de Cobrinha a um dos integrantes do conjunto musical que criara na ocasião. O rapaz aceitou desde que o comediante fosse chamado de Jararaca, pois o considerava muito venenoso.

Ainda em Pernambuco Jararaca conheceu seu parceiro e, juntos, seguiram para o Rio de Janeiro em 1922. Na década de 30, divertiam com suas sátiras políticas as plateias das rádios Mayrink Veiga e Nacional, ocasionalmente censuradas pela polícia de Getulio Vargas. Nos anos 50, sobreviviam graças a diversas excursões que faziam pelo Brasil, indo todos os anos ao Pará, para as festas de Nazaré. Residiam num subúrbio carioca e de lá só saíam para cumprir compromissos que suas atividades artísticas exigiam, quando arrancavam gargalhadas do público que os assistia.

José Luiz Rodrigues Calazans foi casado com Maria de Lurdes, maquiladora da Rede Globo e com quem teve um filho aos 70 anos. Nas primeiras horas do primeiro dia de 1977, sofreu um acidente automobilístico, sem, entretanto, danos físicos graves. Na época, afirmou: "Depois de cinco acidentes, quase todos sérios, em um cheguei a fraturar o crânio e até noticiaram a minha morte, acho que estou muito bem, e vai ser muito difícil me tirarem deste mundo... Dessa eu escapei: amanhã eu estou bom". Jararaca faleceu aos 81 anos, em 9 de outubro de 1977.

Veja outra foto de Jararaca

BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
• fechar janela •