A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

Jayne Mansfield


Um dos principais símbolos sexuais entre o final da década de 1950 e o início dos anos 1960, Mansfield chamou primeiro a atenção do público ao se tornar a playmate da edição de fevereiro de 1955 da revista Playboy. Vencedora de um prêmio Globo de Ouro, atuou em várias produções de Hollywood que enfatizavam o seu lado sensual. Tornou-se, de fato, a primeira atriz a aparecer nua em uma produção hollywoodiana (em "Promises! Promises!", de 1963). A partir de 1960 fez uma série de filmes na Europa, com resultados desastrosos para sua filmografia pós-1962. Sua carreira foi subitamente interrompida em 1967, aos trinta e quatro anos de idade, quando sofreu um acidente de carro durante uma viagem com o namorado Sam Brody e três de seus quatro filhos. Jayne, Brody e o motorista faleceram na hora, mas as crianças, que estavam todas no banco traseiro, ficaram apenas com ferimentos leves.

Típico símbolo sexual dos anos 50, Jayne Mansfield tinha seios imensos e aproveitava todas as chances para exibi-los. Nascida Vera Jayne Palmer, em Bryn Mawr, Pennsilvania, seus pais eram italianos – o nome Palmieri virou Palmer quando chegaram à América. Incentivada pela mãe, começou a estudar balé aos 12 anos, mas a menina virou mulher antes do tempo: ficou grávida aos 16 anos. Ela casou-se com Paul Mansfield em 1950, em Fort Worth, Texas. Ela e o marido seguem para Hollywood, onde Jayne faz ensaios fotográficos e aparece nua num calendário, da mesma forma como Marilyn Monroe. Inicia uma longa série de romances e Paul não percebia, ou fingia não perceber. Em 1955, se divorciam e no mesmo ano Jayne faz sua estreia no cinema, no filme "Trágica Fatalidade", ao lado de Edward G. Robinson. Em seguida, faz "Horas Sombrias" e "A Taverna Maldita". Sua atuação resumia-se em cruzar pela cena, rebolando, e cair nos braços do galã.

A consagração veio em 1956, ao estrelar um peça na Broadway, "Will Success Spoil Rock Hunter?", que lhe rendeu elogios da crítica e uma capa na revista Life. Jayne adorava festas e escândalos. Envolveu-se com Elvis Presley e roubou o amante de Mae West. Numa dessas festas - conta-nos o jornalista Ibrahim Sued no seu livro 30 Anos de Reportagem -, Jayne, impulsionada pelo caju superamigo, dançou totalmente nua em cima de uma das mesas da boate Au Bon Gourmet, onde ocorria um baile de carnaval.

No dia 29 de julho de 1967, aos 34 anos, Jayne morre violentamente numa estrada perto de New Orleans, quando seu carro se choca com um caminhão a 140 km por hora. Junto com ela, morrem Sam Brody, o homem que ela escolheu como seu braço direito e encarregado de recuperar sua carreira, e o chofer. Escapam ilesos seus três filhos, que estavam no banco de trás.

Veja outra foto de Jayne Mansfield


Filmografia
1955: Trágica Fatalidade (Illegal).....Mais informações
1955: Horas Sombrias (Hell on Frisco Bay)
1955: A Taverna Maldita (Pete Kelly's Blues).....Mais informações
1956: Sabes o que Quero (The Girl Can't Help it)
1956: Honra de Ladrão (The Burglar)
1957: Ciúme, Tempero do Amor (The Wayward Bus)
1957: O Beijo de Despedida (Kiss Them for Me).....Mais informações
1957: Em Busca de Um Homem (Will Success Spoil Rock Hunter?)
1958: Apuros de um Xerife (The Sheriff of Fractured Jaw)
1959: Ela Era Irresistível (Too Hot to Handle)
1959: A Mulher que Soube Amar (The Challenge)
1960: Os Amores de Hércules (Hercules V.S. the Hydra/Gli Amori di Ercole)
1962: Aconteceu em Atenas (It Happened in Athens)
1962: Suave é o Amor (Panic Button)
1962: Da Lama para a Glória (The George Raft Story).....Mais informações
1963: Promises! Promises! (idem)
1964: O Crime Caminha ao Meu Lado (La Morte Vestita di Dollari)
1967: Diário de um Homem Casado/Maridos em Férias (A Guide for the Married Man).....Mais informações


BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
• fechar janela •