A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

Jean Harlow


Até hoje considerada um dos grandes mitos do cinema, Jean Harlow nasceu em Kansas e chegou em Los Angeles aos 16 anos. Loira tipo platinum blonde, virou símbolo sexual em Hollywood. A estrela teve inúmeros problemas com o star-system e uma vida pessoal conturbada. Atuou em "O Inimigo Público Número Um" e "Loura e Sedutora" (1931). Seus melhores filmes foram "Terra de Paixão" (1932), "Jantar às Oito" (1933) e "Casado com Minha Noiva" (1936), todos considerados clássicos.

Em sua aparição mais espetacular, ela é a loura que perde a saia na porta de um táxi no curta "Double Whoopee" (1928), do Gordo e o Magro. A atriz foi protagonista do épico aéreo "Anjos do Inferno", uma produção de quatro milhões de dólares, o que foi um grande alarde nos meios de comunicação em 1930. Um dos filmes mais caros da época e cheios de glamour, transformou Jean Harlow em estrela de Hollywood e uma das amantes de Howard Hughes, seu produtor e diretor.

Jean era filha de um bem sucedido dentista e de uma dona-de-casa. Aos 16 anos de idade fugiu de casa para se casar com o jovem empresário Charles McGrew, o casal logo mudou para Los Angeles, onde ela iniciou sua carreira. Jean começou em Hollywood como figurante até 1929, quando Howard Hughes encantou-se por ela e convidou-a para estrelar "Anjos do Inferno". Nessa mesma época seu casamento acabou em divórcio. Terminado o filme, Jean fez uma turnê pelo país para a divulgação do mesmo. Como Hughes não tivesse outros projetos para ela, acabou por vender seu contrato para a MGM. A partir daí sua carreira decolou.

Em 1932, casou-se com um assistente de Irving Thalberg na MGM, Paul Bern. A relação dos dois era muito conturbada. Ironicamente, a deusa sensual das telas escolheu para marido um homem impotente, sexualmente falando. Ele passou a agredi-la, devido a sua frustração. A situação logo se tornou insuportável. O casal vivia de aparências. Então, certo dia, enquanto Jean estava no estúdio, Bern se matou com uma pistola de calibre 38, encharcado do perfume favorito da esposa, Mitsouko. Em 1933 casou-se novamente com o cineasta Harold Rosson, acabou divorciando-se oito meses depois. Estrelou em mais de trinta filmes em uma carreira que durou apenas dez anos, até 1937, durante as filmagens de "Saratoga", Harlow ficou doente e faleceu, o filme teve que ser finalizado usando uma dublê filmada sempre a distância. Jean Harlow faleceu aos 26 anos, em 7 de junho de 1937.

Durante as filmagens de "Saratoga", a saúde da atriz estava debilitada e em 29 de maio de 1937 Harlow teve um colapso no set e o diretor a mandou para casa para descansar. O que aconteceu depois disso permanece um mistério. Acredita-se que Jean ficou uma semana de cama com náuseas, pois sua mãe, com quem ela vivia, se recusava a chamar um médico devido à sua crença religiosa, a Ciência Cristã. Outros dizem que a própria Jean se recusou a ser internada e passar por uma cirurgia. No dia 3 de junho sua mãe comunicou a imprensa que a atriz estava melhor, mas a 6 de junho, Louis B. Mayer e William Powell deram ordens para que a levassem a um hospital. A loura platinada morreu no dia seguinte, prematuramente, aos 26 anos, de insuficiência renal. Em decorrência de complicações nos rins, uma sequela, ainda possivelmente, das agressões de Bern.

Veja outra foto de Jean Harlow


Filmografia
1929: Os Inválidos (Fugitives)
1929: Alvorada do Amor (The Love Parade)
1929: Noites de Nova York (New York Nights)
1929: Príncipe Sem Sorte (Bacon Grabbers)
1929: Uma Pequena das Minhas (The Saturday Night Kid)
1930: Anjos do Inferno (Hell's Angels)
1931: Por uma Mulher (Goldie)
1931: A Guarda Secreta (The Secret Six)
1931: Loura e Sedutora (Platinum Blonde).....Mais informações
1931: Luzes da Cidade (City Lights).....Mais informações
1931: O Inimigo Público Número Um (The Public Enemy).....Mais informações
1932: A Mulher Parisiense dos Cabelos de Fogo (The Red-Headed Woman of Paris)
1932: A Fera da Cidade (The Beast of the City)
1932: Terra de Paixões (Red Dust).....Mais informações
1933: Amar e Ser Amada (Hold Your Man).....Mais informações
1933: Jantar às Oito (Dinner at Eight)
1933: Mademoiselle Dinamite (Blonde Bombshell)
1934: Boca para Beijar (The Girl from Missouri)
1935: Tentação dos Outros (Reckless).....Mais informações
1936: Casado com Minha Noiva (Libeled Lady)
1936: Ciúmes (Wife vs. Secretary)
1936: Raia Miúda/Sindicato da Vida (Riffraff)
1936: Suzy (idem)
1936: Três Garotas Ladinas (Three Wise Guys)
1937: Saratoga (idem).....Mais informações
1937: Seu Criado, Obrigado (Personal Property)


BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
• fechar janela •
Clark Gable e Jean Harlow em "Terra de Paixão" (1932). O marido de Jean Harlow cometeu suicídio quando ela estava fazendo este filme.