A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


Até hoje considerada um dos grandes mitos do cinema, Jean Harlow nasceu em Kansas em 3 de março de 1911, e chegou em Los Angeles aos 16 anos. Loira tipo 'platinum blonde', virou símbolo sexual em Hollywood. A estrela teve inúmeros problemas com o star-system e uma vida pessoal conturbada. Atuou em "O Inimigo Público Número Um" e "Loura e Sedutora" (1931). Seus melhores filmes foram "Terra de Paixão" (1932), "Jantar às Oito" (1933) e "Casado com Minha Noiva" (1936), todos considerados clássicos.

Em sua aparição mais espetacular, ela é a loura que perde a saia na porta de um táxi no curta "Double Whoopee" (1928), do Gordo e o Magro. A atriz foi protagonista do épico aéreo "Anjos do Inferno", uma produção de quatro milhões de dólares, o que foi um grande alarde nos meios de comunicação em 1930. Um dos filmes mais caros da época e cheios de glamour, transformou Jean Harlow em estrela de Hollywood e uma das amantes de Howard Hughes, seu produtor e diretor.

Jean Harlow — conhecida mundialmente como a Vênus Platinada —, foi a primeira grande loira do cinema. Jean era filha de um bem sucedido dentista e de uma dona-de-casa. Filha única do casamento de Mont Clair Carpenter e Jean Poe Carpenter (do qual Jean adotaria o sobrenome de solteira, quando no futuro viesse a ser atriz) —, passou a agregar pequenos traumas desde o início, vendo lentamente o esfacelamento do amor entre seus pais. Os constantes desentendimentos resultaram no divórcio do casal — mas precisamente no dia 29 de setembro de 1922 —, e, a pequena “Baby” — apelido dado por seus progenitores, que a princípio acreditava ser seu nome de batismo — teve sua guarda entregue à mãe — a atriz veria seu pai (conforme relatos diversos) uma única vez mais ao longo da sua curta vida. Estudou na Miss Barstow's Finishing School for Girls — local do qual não guardou lembranças boas. Talvez a mais forte (no sentido recordatório) seja a de ter descoberto que “Baby” não passava de um tratamento carinhoso dado pelos seus, e que para todos ela sempre seria miss Harlean.

Em 1923, ambas partem para Hollywood — a senhora Harlow acreditava que poderia fazer carreira como atriz. Dois anos depois — movidas por problemas financeiros, bem como, sem perspectivas de realizar seu sonho — voltam a Kansas City. Os avós da célebre atriz possuíam uma fazenda em Michigan, onde a pequena contrai escarlatina. Em 1926 conhece aquele que seria seu primeiro marido: Charles McGrew. Aos 16 anos de idade fuge de casa para se casar com o jovem empresário Charles McGrew, o casal logo mudou para Los Angeles, onde ela inicia sua carreira. Jean começou em Hollywood como figurante até 1929, quando Howard Hughes encantou-se por ela e convidou-a para estrelar "Anjos do Inferno". Nessa mesma época seu casamento acabou em divórcio.

Howard Hughes havia concluído "Anjos do Inferno". Mas, teve seus planos de lançamento cancelados graças à introdução do som no cinema. Vira estrelas do nível de Louise Brooks terem seus filmes renegados por falta de sonorização. Além de tudo, a protagonista do seu épico Greta Nissen — tinha um belo rosto, mas um sotaque norueguês forte demais. James Hall — que trabalhara com Harlow em "Saturday" —, e fazia parte do elenco de "Anjos do Inferno", viu a célebre atriz fazendo uma cena de dança num dos estúdios da Paramount. Logo que a cena fora concluída, pediu que esta o seguisse — o que Jean fez, usando o vestido de seda preta do próprio estúdio. James a levou diretamente a Howard Hughes — conhecido no meio 'como um excêntrico que estava fazendo um filme que nunca terminava'.

Segundo Tony Thomas — autor do livro "Howard Hughes em Hollywood" —, ao vê-la este voltou seu olhar em direção do ator e perguntou: “Você está brincando?”. Todavia, o hoje lendário ator, insistiu que “aquela era a garota”. A beleza da garota fez com que os outros participantes do filme insistissem para que o empresário fizesse um teste com ela. No fim, ele concordou. Jean passa a interpretar Helen — uma frívola garota que está noiva, mas não ama seu futuro marido, apenas o suporta, pois, acha que este é seu dever para com a pátria. Assinado o contrato para trabalhar em "Anjos do Inferno", a jovem atriz passa a ganhar cento e vinte e cinco dólares por semana.

"Anjos do Inferno", com toda a certeza foi um marco na história do cinema. Antes deles, os filmes eram gravados com duas ou três câmeras no máximo. Por exemplo: nas cenas de batalhas aéreas foram utilizadas vinte e cinco! Também é o primeiro filme “independente”, sem o auxílio das grandes produtoras de Hollywood. Terminado o filme, Jean fez uma turnê pelo país para a divulgação do mesmo. Como Hughes não tivesse outros projetos para ela, acabou por vender seu contrato para a MGM. A partir daí sua carreira decolou.

Em 1932, Jean casou-se com um assistente de Irving Thalberg na MGM, Paul Bern. A relação dos dois era muito conturbada. Ironicamente, a deusa sensual das telas escolheu para marido um homem impotente, sexualmente falando. Ele passou a agredi-la, devido a sua frustração. A situação logo se tornou insuportável. O casal vivia de aparências. Então, certo dia, enquanto Jean estava no estúdio, Bern se matou com uma pistola de calibre 38, encharcado do perfume favorito da esposa, Mitsouko. Em 1933 casou-se novamente com o cineasta Harold Rosson, acabou divorciando-se oito meses depois. Estrelou em mais de trinta filmes em uma carreira que durou apenas dez anos, até 1937, durante as filmagens de "Saratoga", Harlow ficou doente e faleceu, o filme teve que ser finalizado usando uma dublê filmada sempre a distância. Jean Harlow faleceu aos 26 anos, em 7 de junho de 1937.

Durante as filmagens de "Saratoga", a saúde da atriz estava debilitada e em 29 de maio de 1937 Harlow teve um colapso no set e o diretor a mandou para casa para descansar. O que aconteceu depois disso permanece um mistério. Acredita-se que Jean ficou uma semana de cama com náuseas, pois sua mãe, com quem ela vivia, se recusava a chamar um médico devido à sua crença religiosa, a Ciência Cristã. Outros dizem que a própria Jean se recusou a ser internada e passar por uma cirurgia. No dia 3 de junho sua mãe comunicou a imprensa que a atriz estava melhor, mas a 6 de junho, Louis B. Mayer e William Powell deram ordens para que a levassem a um hospital. A loura platinada morreu no dia seguinte, prematuramente, aos 26 anos, de insuficiência renal. Em decorrência de complicações nos rins, uma sequela, ainda possivelmente, das agressões de Bern.

Veja outra foto de Jean Harlow


Filmografia
1928: A Caminho da Honra (Honor Bound)
1928: O Marujo Sem Pavor (Moran of the Marines)
1929: A Liberdade (Liberty)
1929: Ver para Crer (Why Be Good?)
1929: Sinfonia do Jazz (Close Harmony)
1929: Alegria em Dobro (Double Whoopee) - curta
1929: Os Inválidos (Fugitives)
1929: Alvorada do Amor (The Love Parade)
1929: Noites de Nova York (New York Nights)
1929: Príncipe Sem Sorte (Bacon Grabbers) - curta
1929: Uma Pequena das Minhas (The Saturday Night Kid)
1930: Anjos do Inferno (Hell's Angels)
1931: Por uma Mulher (Goldie)
1931: A Guarda Secreta (The Secret Six)
1931: Loura e Sedutora (Platinum Blonde).....Mais informações
1931: Luzes da Cidade (City Lights).....Mais informações
1931: O Inimigo Público Número Um (The Public Enemy).....Mais informações
1931: Por uma Mulher (Iron Man)
1931: Beau Gênio (Beau Hunks)
1932: Três Garotas Ladinas (Three Wise Guys)
1932: Scarface: A Vergonha de uma Nação (Scarface)
1932: A Mulher Parisiense dos Cabelos de Fogo (The Red-Headed Woman of Paris)
1932: A Fera da Cidade (The Beast of the City)
1932: Terra de Paixões (Red Dust).....Mais informações
1933: Amar e Ser Amada (Hold Your Man).....Mais informações
1933: Jantar às Oito (Dinner at Eight)
1933: Mademoiselle Dinamite (Blonde Bombshell)
1934: Boca para Beijar (The Girl from Missouri)
1935: Tentação dos Outros (Reckless).....Mais informações
1935: Mares da China (China Seas)
1936: Casado com Minha Noiva (Libeled Lady)
1936: Ciúmes (Wife vs. Secretary)
1936: Raia Miúda/Sindicato da Vida (Riffraff)
1936: Suzy (idem)
1937: Saratoga (idem).....Mais informações
1937: Seu Criado, Obrigado (Personal Property)


BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
Jean Harlow
  Se você gostou, compartilhe esta página no Facebook
• fechar janela •