A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

Jessé


Popular intérprete de músicas românticas, nascido em Niterói, tornou-se conhecido a partir de 1980 ao participar do Festival MPB-Shell, pela Rede Globo e onde foi escolhido como o melhor cantor. A música apresentada foi "Porto Solidão", extraordinário sucesso comercial, com um milhão de cópias vendidas. Com voz cristalina, bem afinada e de notável alcance, Jessé conquistou um público fiel, gravando um disco por ano com seu repertório romântico. O cantor e compositor nasceu em Niterói mas foi criado em Brasília. Mudou-se para São Paulo, e atuou como crooner em boates.

Depois, integrou os grupos Corrente de Força e Placa Luminosa, animando bailes por todo o Brasil. Ainda nos anos 70, também chegou a gravar em inglês com o pseudônimo de Tony Stevens, onde fez bastante sucesso com as musicas "Flying" e "If I Could Remember", música essa que foi regravada a versão em português por Flavio Venturini e Caetano Veloso, entrando até como tema de novelas.

Em 1983, no Festival Ibero-Americano da Canção, ele se consagraria como melhor cantor, com a melhor música, "Estrela de Papel", de sua autoria, e melhor arranjo. Considerado por Altemar Dutra, ainda em vida, seu herdeiro musical, Jessé se aborrecia quando via seu trabalho ser classificado por alguns críticos como brega. Chegou a afirmar: "Eu não uso o mesmo critério da crítica. Para mim, música brega é música ruim. Sei separar o que é um bom trabalho, independente do preconceito. De ser popular ou de elite." De voz muito potente, no decorrer de sua carreira Jessé gravou 12 discos (com os álbuns duplos "O Sorriso ao Pé da Escada" e "Sobre Todas as Coisas") mas nunca conseguiu os louros da crítica especializada.

Jessé Florentino Santos, ou simplesmente Jessé, completara 21 anos de carreira. Casado com Rosana Kozzer, que estava grávida de cinco meses ao envolver-se no grave acidente automobilístico que matou o cantor na Rodovia Raposo Tavares, na altura do quilômetro 486, entre os municípios de Assis e Paraguaçu Paulista. Ele permaneceu em coma profundo por dois dias e não resistiu. Ela sobreviveu mas perdeu a criança. Jessé faleceu aos 41 anos, em 29 de março de 1993.

BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
• fechar janela •