A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


Atriz australiana nascida em Adelaide no dia 10 de fevereiro de 1897, popular a partir de sua notável atuação no filme dirigido por Alfred Hitchcock, "Rebecca, a Mulher Inesquecível", Oscar de melhor filme em 1940. Desempenhando o papel de Mrs. Danvers, a perversa governanta que atormenta a vida de Joan Fontaine, Judith chegou a repetir o tipo em diversas ocasiões diferentes. No ano seguinte, estrelou "Lady Scarface", líder de um grupo de gângsters. Atriz de teatro e cinema, Judith foi indicada a um Grammy e um Oscar. Ela é considerada pela generalidade dos críticos de teatro como a maior atriz clássica produzida pela Austrália.

Até o início dos anos de 1930, ela já se estabelecera como uma das maiores atrizes do teatro de sua época e foi uma grande estrela na Broadway em toda a década de 1930, 1940 e 1950. Em 1931, ela interpretou a mulher desconhecida na estreia americana de Luigi Pirandello com a peça "As You Desire Me", filmado no ano seguinte com Greta Garbo com o mesmo papel. Seguiram-se Mourning Becomes Electra de Eugene O'Neill, "The Mask and The Face" de Luigi Chiarelli e com Humphrey Bogart, e "The Old Maid " do romance de Edith Wharton, em papel que Bette Davis mais tarde levaria para o cinema. Em 1936, Anderson interpretou Gertrude de Hamlet com John Gielgud, em uma produção que também contou com Lillian Gish como Ofélia.

Em 1937, juntou-se à Old Vic Company em Londres e interpretou Lady Macbeth com Laurence Olivier em uma produção de Michel Saint-Denis, no Old Vic e o Teatro Novo. Em 1941, ela interpretou o mesmo papel novamente em Nova York com Maurice Evans. Numa encenação de Margaret Webster, um papel que ela repetiria mais tarde na televisão e por duas vezes (a segunda versão de 1960 foi lançado nos cinemas na Europa como um filme, e "Macbeth" foi a primeira em cores).

Em 1942-1943, ela interpretou Olga em "Três Irmãs" de Tchekhov, em uma produção que também contou com Katharine Cornell, Ruth Gordon, Edmund Gwenn, Dennis King, Alexander Knox e Kirk Douglas em sua estreia na Broadway. A produção era tão ilustre, que foi capa da revista Time. Em 1947, ela triunfou como Medeia em uma versão da tragédia de "Eurípedes", escrito pelo poeta Robinson Jeffers e produzido por John Gielgud que também atuou como Jasão. Ganhou o prêmio Tony de Melhor Atriz por seu desempenho. Viajou neste papel para a Alemanha em 1951 e para a França e Austrália, em 1955-56.

Em 1953, foi dirigido por Charles Laughton em sua própria adaptação do "Corpo de John Brown" de Stephen Vincent Benét com um elenco que contava com Raymond Massey e Tyrone Power. Em 1960, ela interpretou Madame Arkadina em "A Gaivota de Tchekhov", primeira vez no Festival de Edimburgo, e em seguida, no Old Vic, com Tom Courtenay, Luckham Cirilo e Tony Britton.

Em 1970, ela realizou uma ambição de longa data ao desempenhar o papel de "Hamlet". Ela fez isso em uma turnê nacional dos Estados Unidos e no Carnegie Hall de Nova York com a idade de 73 anos. Em 1982, ela voltou a Medeia, desta vez com Zoe Caldwell no papel-título. Caldwell havia aparecido em um papel pequeno na turnê australiana de "Medeia" em 1955-1956. Anderson também foi nomeada para o Tony de Melhor Atriz Coadjuvante.

Seu trabalho no cinema continuou na década de 1950, quando também participou de programas na televisão. Ela interpretou Herodias em "Salomé" (1953), Memnet em "Os Dez Mandamentos (1956) de Cecil B. de Mille , teve um desempenho memorável como Big Momma no filme da peça de Tennessee Williams, "Gata em Teto de Zinco Quente" (1958), a madrasta má em "Cinderfella", e Buffalo Cow Head em "Um Homem Chamado Cavalo" (1970). Anderson também gravou muitos álbuns de na década de 1950 e através da década de 1970, incluindo seu desempenho como Lady Macbeth (com Anthony Quayle). Ela recebeu uma indicação ao Grammy por seu trabalho na gravação de "Wuthering Heights".

Em Hollywood, seus traços marcantes e não convencionalmente atraentes renderam poucas oportunidades e o trabalho da atriz ficou limitado. Ela, naturalmente, optou pelo teatro. Assim mesmo, teve várias participações na década de 1940. Continuando a atuar nos palcos em Nova York, fez o papel de Lady Macbeth duas vezes, e ganhou um prêmio Tony em 1948 por seu desempenho aclamado no papel-título de "Medeia".

Anderson nasceu Frances Margaret Anderson-Anderson em Adelaide, Austrália do Sul, filha de Jessie Margaret e James Anderson-Anderson. Frequentou a Norwood High School, e começou a atuar na Austrália antes de se mudar para Nova York em 1918. Estabeleceu-se como atriz dramática fazendo várias atuações em peças de William Shakespeare. Anderson se mudou para a cidade de Santa Bárbara, Califórnia e passou o resto de sua vida ali. Foi amiga do poeta Robinson Jeffers, que escreveu a adaptação de Medeia que ela estrelou. Era vista visitando com frequência a sua casa "Tor House", em Carmel, na Califórnia.

Anderson era casada e se divorciou duas vezes, primeiro com Benjamin Harrison Lehmann (1937-1939) e segundo com Lutero Greene (1946-1951). Não teve filhos, com os casamentos tendo ocorridos depois que ela completou 40 anos. Apesar de seus casamentos, Anderson esteve sujeita a especulações sobre sua sexualidade durante toda a sua carreira. Em sua biografia de Otto Preminger: "The Man Who Would Be King" (2007), Foster Hirsch afirma sem rodeios que Anderson era homossexual, estendendo-se essa especulação até os dias atuais. Judith Anderson foi agraciada com o título de Dama do Império Britânico, em 1960 e, posteriormente, passou a ser chamada de "Dame Judith Anderson". Judith Anderson faleceu aos 93 anos, de pneumonia, em 3 de janeiro de 1992.


Filmografia
1940: Rebecca, a Mulher Inesquecível (Rebecca).....Mais informações
1940: Mamãe Eu Quero (Forty Little Mothers)
1941: Inimigos do Batente (Free and Easy)
1941: Mulher Sinistra (Lady Scarface)
1942: Em Cada Coração um Pecado (Kings Row)
1942: Balas Contra a Gestapo (All Through the Night).....Mais informações
1943: Revolta (Edge of Darkness)
1943: Noivas de Tio Sam (Stage Door Canteen)
1944: Laura (idem).....Mais informações
1945: O Vingador Invisível (And Then There Were None).....Mais informações
1946: O Tempo Não Apaga (The Strange Love of Martha Ivers)
1946: Segredos de Alcova (Diary of a Chambermaid)
1946: O Espectro da Rosa (Specter of the Rose)
1947: A Casa Vermelha (The Red House)
1947: Inferno nos Trópicos (Tycoon)
1947: Sua Única Saída (Pursued).....Mais informações
1950: Almas Em Fúria (The Furies)
1953: Salomé (idem).....Mais informações
1954: Macbeth (idem) - TV
1956: Os Dez Mandamentos (The Ten Commandments).....Mais informações
1958: Gata em Teto de Zinco Quente (Cat on a Hot Tin Roof).....Mais informações
1960: Cinderelo sem Sapatos (Cinderfella).....Mais informações
1960: Macbeth (idem) - TV
1961: Aqui Mora o Pecado (Don't Bother to Knock)
1970: Um Homem Chamado Cavalo (A Man Called Horse)
1973: O Homenzinho (The Borrowers) - TV
1974: A Estalagem dos Amaldiçoados (Inn of the Damned)
1984: Jornada nas Estrelas III - À Procura de Spock (Star Trek III: The Search for Spock)
1985: O Primeiro Pecado Deste Lado do Céu (Impure Thoughts)


BR Busca JS - Busca
Banco de Dados
Para uma resposta mais rápida, utilize aspas na consulta, exceto quando tiver dúvida com relação à grafia do nome
Judith Anderson
  Se você gostou, compartilhe esta página no Facebook
• fechar janela •